HISTÓRIA DA FEBRAE

atual sede_Febrae.jpg

Nos anos de 1933 a 1935, ficou evidente a necessidade de um órgão de representação da Engenharia Brasileira como um todo, principalmente em atenção aos organismos internacionais, o que levou as mais importantes associações de engenheiros da época a se congregarem em uma federação, que recebeu o nome de Federação Brasileira de Associações de Engenheiros – FEBRAE.

Foi fundada em 07 de Dezembro de 1935, graças ao idealismo de Francisco Saturnino Rodrigues de Brito Filho, declarada de utilidade publica federal, pelo Decreto 34.867 de 30 de Dezembro de 1953, como representante oficialmente reconhecido junto ao Parlamento Nacional.

A Comissão Organizadora da Federação, integrada por representantes do Clube de Engenharia (Rio de Janeiro), do Instituto de Engenharia (São Paulo) do Clube de Engenharia de Pernambuco, da Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul, da Sociedade Mineira de Engenheiros, da Associação dos Antigos Alunos da Politécnica (Rio de Janeiro), do Clube de Engenharia de Juiz de Fora, da Associação Catarinense de Engenheiros e da Sociedade dos Engenheiros do Distrito Federal (Atual SEAERJ), se reuniram no dia 07 de Dezembro de 1935, na sede do Clube de Engenharia para fundar a FEBRAE – Federação Brasileira de Associações de Engenheiros. A sessão foi presidida por Francisco Saturnino Rodrigues de Brito Filho. Essa comissão organizadora teve como objetivo a elaboração do Estatuto da Federação e a convocação das Associações de Engenheiros então existentes no Brasil a aderirem à FEBRAE. 


Em reunião de 27 de maio de 1937, foi o Estatuto Aprovado por unanimidade, constituído o Conselho Diretor e eleito a Primeira Diretoria da FEBRAE.

Atualmente a Federação Brasileira de Associações de Engenheiros, Sociedade Civil sem fins lucrativos, é constituída pelas principais Associações de Engenheiros estabelecidas no Território Nacional.

Assim nascia a FEBRAE